Atualmente, as displasias (disfunções) estão cada vez mais recorrentes no couro cabeludo e fios, na maioria das vezes por consequência de estresse, poluição, reações químicas, má alimentação, traumas, uso de produtos inadequados, entre outros fatores. Mais do que uma objeção estética, essas disfunções abalam a autoestima, podendo levar a quadros de depressão e isolamento social.

Mas, o que é Terapia Capilar?

A Terapia Capilar, como o próprio nome já diz, alia o cuidado às técnicas de tratamentos para com as patologias do couro cabeludo e fios. É um método alternativo que dispensa o uso de medicamentos para prevenção e/ou tratamento individualizado, não invasivo, que tem como objetivo, proporcionar saúde e beleza aos fios e couro cabeludo. O Terapeuta Capilar é um especialista que utiliza técnicas e produtos específicos para a prevenção e tratamento de diversas disfunções presentes no couro cabeludo e fios, de acordo com as subjetividades e particularidades de cada caso.

As disfunções mais comuns do couro cabeludo são:

• Oleosidade excessiva: quando a oleosidade anormal se apresenta em menos de 12 horas.

• Dermatites: presença de pele avermelhada, aspereza, descamações, podendo atingir face, tronco e nuca.

• Caspa: Descamação fina, assintomática, pode haver presença de fungos.

• Psoríase: Descamação Severa, eritema (vermelhidão) bem visível e brilhante.

• Alopecias: São quadros onde encontramos redução da densidade dos fios de cabelos ou, em casos mais graves, a sua ausência.

• Eflúvios: rarefação difusa, ou seja, a queda de cabelos propriamente dita se dá de forma extensa. Acontece, mais comumente, em período pós-parto, febre, cirurgia, anemia, psoríase, dietas rigorosas, hipotireoidismo, entre outros.

Os terapeutas são responsáveis pela anamnese, indicação e execução dos seus respectivos tratamentos. Em alguns casos, é essencial a associação entre os terapeutas e profissionais especializados na área médica, pois são necessários exames para diagnosticar a origem do problema, sendo assim, apenas médicos podem solicitá-los. A Terapia Capilar também é indicada para tratar os fios. Após passar por processos químicos, como, por exemplo, descoloração, onde a agressão é maior e, muitas vezes, prejudica a fibra capilar, pode-se aplicar um protocolo específico para recuperação. Atenção aos sinais: Uma queda de, em média, 50 a 100 fios por dia, é considerada normal, mas se você perceber que não está havendo substituição e sim uma diminuição notória da quantidade de fios, procure um especialista ou terapeuta capilar para saber a causa, pois o problema pode ser realmente grave. Cada cabelo é único e merece cuidados especiais e, além disso, o couro cabeludo pode ser acometido por várias displasias. Cada caso deve ser analisado cuidadosamente para que possa ser feito um protocolo terapêutico adequado.