Assim como a pele, a saúde do cabelo é um bom medidor da qualidade da sua alimentação. Se você segue um cardápio equilibrado, nutritivo e saudável, provavelmente seus fios serão brilhantes, leves e fortes. Mas o contrário também é verdade: dietas pobres podem deixar o cabelo com uma aparência sem vida, ressecado e quebradiço. Conhecendo os melhores alimentos para o cabelo, é possível garantir a ingestão diária de micronutrientes para manter as madeixas bonitas e com saúde.

Para produzir cada um dos fios de cabelo, as células precisam receber constantemente energia e nutrientes. Só assim conseguem trabalhar a todo vapor. É como se elas fossem uma grande fábrica que não para nunca: sem insumo, nada é produzido e quando há deficiência de algum deles, o produto final fica comprometido.

Por isso, é importantíssimo garantir uma ingestão regular e adequada de bons alimentos para o cabelo, que contêm nutrientes adequados para o crescimento dos fios. Os principais são proteínas, ferro, vitamina C, ômega-3, vitamina A, zinco, selênio, biotina e vitamina E

Vitaminas

São fundamentais para manter a estrutura que leva oxigênio e nutrientes às células do cabelo e do couro cabeludo: os vasos sanguíneos e as células do sangue. A deficiência desses nutrientes pode causar quebra, queda dos fios e até um crescimento mais lento. A vitamina C é ainda um importante antioxidante e atua ativamente na produção de colágeno (que fortalece os capilares).

A vitamina A está diretamente envolvida na produção das glândulas sebáceas do couro cabeludo, importantes para evitar ressecamento da pele e do próprio cabelo. O baixo consumo do complexo B, por sua vez, deixa os fios quebradiços e pode levar ao aumento da queda. Os alimentos ricos em vitaminas são:

Vitamina A: Cenoura, batata doce, abóbora, tomate, beterraba, melancia e folhas verde-escuras.

Vitaminas do complexo B: Folhas verde-escuras, brócolis, grão-de-bico, aveia, tomates, ovos, salmão, amêndoas, nozes, framboesas, abacate, lentilhas e grãos integrais.

Vitamina C: Acerola, kiwi, abacaxi, laranjas, tangerinas, mamão papaia, pimentões, limão, grapefruit, folhas verdes escuras, goji berry, blueberries e morangos.

Vitamina E: Nozes, sementes de girassol, abacate

Ômega 3

Esse ácido graxo essencial tem alto poder anti-inflamatório. Ele também é importante para dar flexibilidade aos fios (e à pele) e ajuda na absorção de alguns nutrientes, como a vitamina A. Como nosso organismo não consegue produzir o ômega 3, tudo o que precisamos deve ser ingerido pela alimentação.

Os alimentos ricos em ômega 3 são: peixes de água fria, como salmão, sardinha e truta, abacate, semente de abóbora, nozes, linhaça e chia.

Sais minerais

Zinco, ferro e selênio mantêm os folículos capilares bem nutridos e ajudam a manter o rápido crescimento dos fios. A escassez desses itens na dieta deixam os fios quebradiços, secos, finos, sem brilho e podem levar à caspa, a um crescimento lento e até à queda do cabelo.

Os alimentos ricos nesses sais minerais são: lentilhas, espinafres, brócolos, couve, ovos, carnes, feijão, soja, semente de girassol e de abóbora, cereais integrais, chia, castanha-do-Pará e castanha-de-caju.

Proteínas

Os fios de cabelo são feitos principalmente de queratina, uma proteína bem conhecida. Por isso, é essencial garantir que nosso organismo esteja recebendo a carga necessária desse nutriente. Só assim será possível construir fios saudáveis e fortes. A deficiência proteica pode deixar o cabelo ressecado, quebradiço e sem brilho.

Os alimentos ricos em proteínas são: frango, sardinha, salmão, ovos, legumes e nozes.